Delphi XE3 e suas novidades – Parte 1

Como prometido aqui está a parte 1 do meu review sobre o Delphi XE3 que foi anunciado recentemente e é parte da suíte RAD Studio XE3 e traz também as versões XE3 do C++Builder e Prism, além do HTML5 Builder o novo nome para o RadPHP e com algumas novidades.

Aproveitando a oportunidade de uma olhada nos artigos sobre desenvolvimento ágil de software que estou publicando semanalmente, já são 3 artigos e estão disponíveis neste link http://www.andreanolanusse.com/pt/tag/agile

Voltando ao tema principal, até aqui esta versão foi cercada de várias polêmicas, algumas delas você acompanhou aqui no blog e pelas centenas de blogs na internet, entre elas:

  • A mudança no contrato de licença foi abortada, ou seja, os novos usuários de Delphi Professional continuarão podendo utilizar a ferramenta para desenvolver suas aplicações Client/Server com os componentes dbGo (ADO) ou drivers dbExpress de terceiros.
  • O suporte ao desenvolvimento iOS (iPad, iPhone) que vinha no XE2 foi retirado do Delphi XE3, para desenvolver algo para iOS você terá que usar o XE2.
  • Na semana passada veio a tona a saída do Barry Kelly, o principal engenheiro do compilador do Delphi anunciou no seu blog sua saída da Embarcadero, tive a oportunidade de trabalhar com ele, sem dúvida um grande profissional e um dos mais brilhantes do mundo.

Voltando ao tema da falta de suporte a desenvolvimento mobile no XE3, a Embarcadero pretende lançar no primeiro trimestre de 2013 um addon para o XE3 que está sendo chamado de “Mobile Studio”, basicamente será um “novo produto” que irá rodar dentro do IDE do Delphi. A promessa é que o “Mobile Studio” traga o novo compilador ARM que já vem sem trabalhado a algum um tempo, não só para iOS mas para Android também, além dos drivers dbExpress, ClientDataSet e acesso a bancos de dados SQLite e InterBase ToGo, além claro de componentes específicos para mobile, aqueles que assistiram ano passado o webinar que apresentei sobre desenvolvimento mobile com XE2 sabem do que estou falando, se você não participou pode assistir aqui.

 

Detalhes comerciais sobre o “Mobile Studio” não foram e nem serão divulgados tão cedo, mas como será um novo produto eu acredito que você terá que adquirir separadamente. É esperar o primeiro trimestre de 2013 para conferir o que virá e como virá. A ideia deste artigo é falar sobre as novidades e deixar para outra oportunidade o tema relacionado a desenvolvimento de aplicações Mobile . Vamos em frente e abaixo um pequeno resumo das principais melhorias do Delphi XE3, visto que novos recursos nesta versão foram muito poucos.

FireMonKey 2

O Delphi XE2 recebeu 5 updates e todos eles praticamente focados em atualizações para o FireMonkey, assim sendo as melhorias nesta nova versão focaram em trazer recursos que não estavam presentes na primeira versão do FireMonkey, como Actions, Anchors, Touch e Gesture. Recursos estes existentes na VCL e que faziam muita falta para quem começava a usar FireMonkey, agora eles estão presentes no Delphi XE3. O Editor de Styles traz algumas novas funcionalidades, incluindo o suporte a edição de BitMap no próprio designer. O mais importante em relação a Style nesta versão é que você pode agora aplicar estilos a non-client area, em outras palavras aplicar estilo as bordas do formulário em Windows e Mac.

[quote style=”boxed”]Aproveite e me siga no Twitter  [/quote]

FM2 agora traz componentes e classes para trabalhar com aúdio e vídeo no Windows e Mac, basicamente FM2 abstrai as API’s do sistema operacional e os traz como componentes e classes para Delphi. Além disso existem dois novos componentes não visuais, o Location Sensor (Windows e Mac) e Motion Sensor (somente Windows).

Windows 8 e UI Metropolis

Esta novidade deu o que falar nos blogs e forums de Delphi pela internet, principal razão é que o suporte a UI Metropolis, anteriormente chamado pela Microsoft “Metro” permite que aplicações VCL e FireMonkey tenham a aparência “Metro”, basicamente com o botão direito do mouse no form você transformar o visual do seu Form em interface Metropolis.

A discussão toda na internet foi porque todos esperavam poder desenvolver este tipo de aplicação em Delphi e distribuir através da nova loja online da Microsoft que virá com Windows 8, infelizmente isso não será possível neste momento, pois o suporte a WinRT não está disponível para parceiros Microsoft ainda, somente o Visual Studio neste momento traz este suporte. É esperar que a Microsoft libere para seus parceiros e assim a Embarcadero possa implementar.

Mesmo assim existe alguns valores neste recurso, por exemplo poder simular UI Metropolis em aplicações que rodam em Windows XP, 2000, Vista e 7 de forma nativa, talvez isso seja muito específico ou não, vai depender de você avaliar a sua necessidade e verificar se o seu negócio pode tirar proveito ou não deste recurso.

Driver dbExpress para SQLite e InterBase ToGo

Agora temos um novo driver dbExpress para SQLite, como SQLite é o banco de dados padrão em iOS e Android, certamente este driver será utilizado para o Mobile Studio.

E foi adicionado um driver específico para InterBase ToGo que é a versão do InterBase de fácil deploy, basicamente uma DLL e você tem server e client juntos.

DataSnap

Apenas correções no DataSnap XE3, nenhum recurso novo foi adicionado até então

No próximo artigo vou comentar sobre as melhorias na VCL, IDE, RTL, linguagem e claro minha conclusão sobre esta nova versão.

Enquanto isso você pode ler a série de artigos sobre desenvolvimento ágil de software que estou publicando semanalmente aqui no blog, já são 3 artigos.

50 respostas
  1. Bruno Leandro
    Bruno Leandro says:

    Olá Andreano, boa apresentação sobre a ferramenta, Parabens. O que eu fiquei descontente foi com a falta de sensibilidade da Embarcadero com os seus usuários, pois quem começou a desenvolver em iOS no Delphi Xe2 terá que reaprender na versão posterior.

    Responder
  2. Marlon
    Marlon says:

    A Embarcadero já conheço o Framework UniGui para Delphi?, ele é simplesmente fantástico:

    Features:

    Unified GUI for desktop and the Web.
    Single project code base for both Desktop and the Web.
    Based on industry standard Ext JS cross-browser JavaScript library.
    Ext JS bindings are created using ExtPascal library wrappers. (ExtPascal self-translates Pascal objects to Ext JS JavaScript objects)
    Creates stateful Web applications.
    Complete IDE support for creating projects, designing forms and handling data modules.
    Delphi style event handling.
    Advanced client side event scripting
    Automatic handling of Delphi data modules per session.
    Deployment options: Windows desktop application, ISAPI Web application, Standalone Web application, Windows Service Web application.
    Supported Delphi versions: Turbo Delphi Pro, Delphi 2006, Delphi 2007, Delphi 2009, Delphi 2010, Delphi XE and Delphi XE2 (Win32 & Win64).
    Supported C++ Builder versions: C++ Builder 2006 – XE2.
    Built-in themes for Web application.

    http://www.unigui.com/

    Responder
    • Achiles Freire Soares
      Achiles Freire Soares says:

      acho que é isso que mata a borland/inprise/codegear/embarcadero

      as tecnologias nascem e morrem da noite para o dia, o que gera desconfianca por parte dos usuarios.

      ogrande trunfo do delphi sempre foi a imensa compatibilidade entre as diversas versoes do delphi ( 7, 6, 2005, 2006, etc etc)

      vou ter que reescrever o meu projeto ios, tao logo saia este mobile studio

      ou entao parto logo para o mono, ou FPC + Xcode

      e quem garante que o mobile studio vai existir no xe4, xe5

      Responder
    • Andreano Lanusse
      Andreano Lanusse says:

      Marlon é legal o unigui, mas para desenvolvimento web Delphi precisaria de algo totalmente novo para se diferenciar no mercado, Unigui não seria a solução

      Responder
    • Marcelo Peron
      Marcelo Peron says:

      A ideia do UniGui é realmente fantástica, porém nos testes que fiz os resultados não foram satisfatórios. Seria muito bom se dessem mais atenção ao amadurecimento deste framework.

      Responder
  3. Milton
    Milton says:

    Só para não perder o bom e velho costume… primeiro lançam suporte a determinada plataforma e depois ‘separam’ em outro produto (addon), cobrando licença em separado.

    Responder
  4. Glayson Junio
    Glayson Junio says:

    Eu esperava mais da IDE nesta versão(XE3), estava bem otimista quanto a novidades, confesso que agora estou um pouco descepcionado, esperava por ex. o suporte a Android, mas vamos ver a nova ferramenta mobile, talvez nos surpreenda.
    Parabens pelo post, fico aguardando os proximos…

    Responder
  5. Guilherme
    Guilherme says:

    Por que eu iria querer uma IDE para “programar” em HTML? Nós nem se quer programamos em HTML, MARCAMOS o conteúdo!

    Essas empresas ficam aproveitando de tecnologias novas e ficam querendo integrar em suas ferramentas. Ferramentas estas, indicadas para iniciantes.

    A linguagem é ótima, mas a ferramenta queima ela.

    Responder
  6. João Carlos
    João Carlos says:

    Parabéns Andreano .. excelente post … gostaria de poder dar os parabéns à Embarcadero também mas … novamente não é possível .. está cada vez mais decepcionante ,,,,

    Responder
  7. elan
    elan says:

    Andreano fiquei decepcionado com a Embarcadeiro. Ela toma medias parecida com a Microsoft, lança um produto, promete várias coisas e depois abandona ou descontinua. FireMonkey continua gatinhando, somente para Windows e Mac, tão sonhado Linux não chega. Embarcadeiro deve estar aprendendo com os políticos brasileiros, promete na eleição e não cumprem.

    Responder
  8. Juliano Cardarelli
    Juliano Cardarelli says:

    Acorda Embarcadero. Você não é capaz de desenvolver uma ferramenta que contemple todas as plataformas do mercado e ainda por cima mantê-la neste mesmo mercado.

    Em resumo, façam o que sempre foi feito com o próprio Delphi e C++, acrescente um desenvolvimento web um pouco mais decente para atender a quem deseja fazer algo simples e rápido (e não a miscelanea do IntraWeb), corrija os bugs encontrados e reportados pelos próprios usuários e reduzam o preço da ferramenta.

    Acordem…

    Responder
  9. João Elson
    João Elson says:

    Muito bom o artigo.
    Minha opnião sobre essa nova ferramenta e: se tudo fosse como a empresa diz seria uma boa.
    Não resolveram os problemas absurdos do XE2 e ja estão lançando uma nova?
    Essa corrida por mercado entre a embarcadero, oracle e microsoft traz muitas novidades e pouco qualidade.

    Responder
  10. Linces
    Linces says:

    “O suporte ao desenvolvimento iOS (iPad, iPhone) que vinha no XE2 foi retirado do Delphi XE3, para desenvolver algo para iOS você terá que usar o XE2.”

    Pois é, não entendi isso. Por que retiraram??

    Responder
  11. Rodrigo Chiarato
    Rodrigo Chiarato says:

    Nossa versão do ERP é desde a versão Delphi 4 e agora vemos que realmente a Embarcadero não esta bem seguimentada e sim dando tiros e mais tiros….

    Descepcionante para nós que compramos a atualização, pagamos muito caro e a compatibilidade com iOS morreu…

    Sinceridade esta atitude só desencoraja a continuidade com o Delphi (depois de 20 anos) e cria força para os concorrentes.

    Esta ocorrendo com o Delphi o que ocorreu com o antigo Cobol….. todos que estavam dentro morreram juntos.

    Me desculpem a sinceridade.

    Responder
  12. Karina
    Karina says:

    Ótimo post, Andreano.

    Acho que a intenção original da Embarcadero seria dar suporte ao Windows ARM, mas a Microsoft infelizmente bloqueou. Grandes empresas irão brigar por isso, a divisão do Chrome, e a equipe do Firefox já deram seus primeiros pulos, vamos esperar para ver como isso fica.

    Sobre o HTML Builder, a ferramenta só seria surpreendente se aceitasse a Delphi Language. Era isso o que eu estava esperando.

    Responder
    • Andreano Lanusse
      Andreano Lanusse says:

      Karina, a Microsoft não bloqueou nada relacionada a ARM. A Microsoft ainda não libertou WinRT para ser usado por outras linguagens, isso se deve ao fato da tecnologia ser nova, mas certamente a Microsoft irá liberar isso, é só uma questão de tempo.

      WinRT não tem nada a ver com Chrome e FireFox, não entendi o que você quiz dizer.

      Responder
  13. elter
    elter says:

    Pessoal o lazarus que é um clone do delphi ja dá suporte para android,linux.Mac OS e ate mesmo FreeBSD.além de já algum tempo dar suporte a ARM e 64 bits.

    O lazarus tem suporte ao Extpascal e FastGGI que são um opção mais escalonavel para web que o intraweb/VCL.Web.

    O projeto lazarus tem comunidade uma pequena,porém esta tratando melhor o Object Pascal.

    Como disse o Juliano Cardarelli ,Acorda Embarcadero.

    Creio que pessoal da Embarcadero a aprender com projeto Lazarus/FreePascal.

    O Lazarus ainda tem sua defiencias,porém em rumo mais certo,cada versão corrigir o erro da outras,
    mantem a tecnologias lançadas anteriormente e as novidades são consistentes.

    Deste jeito quem não migrar c#/visual Studo java/Eclipse/Netbeans irá para Pascal.

    A cada dia eles abrem mais espaço para os concorrentes.

    Responder
      • John
        John says:

        Olá,
        Amigo,

        Desculpe incomodar novamente. Na ocasião, quando lançou .net, antes do prism, não pegou.

        Hoje? Desenvolver em pascal (Prism), dentro da IDE MS (Visual Studio), esta bom? Da muitos problemas? Funciona normal, como se fosse desenvolver em VB ou C#?

        Desculpe a pergunta, mas é que desenvolver em Pascal já aproveitando alguma coisa de lógica já ajuda muito, sei que .NET muda bastante coisa, mas com pascal já tem uma cursa de aprendizado que pode ser aproveitada.

        Obrigado

        Responder
  14. Raposo
    Raposo says:

    Olá Andreano, O descontentamento do pessoal com Embarcadero procede na minha opinião. Deveria haver uma política da empresa para o mercado com melhor e maior difusão da linguagem, apoiar mais as universidades e cursos, sei lá… Os profissionais estão fugindo para outras linguagens. Se puder comente. Aproveito para homenagear seu trabalho e agradecer os muitos conteúdos que vc publica sobre Delphi. Atc.

    Responder
  15. Luis
    Luis says:

    Trabalho com delphi a 12 anos, porém a cada lançamento fico cada vez mais confuso. Gosto d+ da plataforma RAD Delphi, más como dito acima, lançam um produto ou seja uma versão, depois tiram funcionalidade, isso não é coerente com a realidade. De uns dias para cá comecei a baixar o RAD xe2 e xe3 até o prism xe baixei. Estava todo contente com D2010, devido querer evoluir de plataforma acabei me deprimindo mais com essa mudanças.

    Já estou de olho no C# Visual Studio, se a embarcadeiro não se ligar. Vai perder clientes em massa para outras linguagens.

    Andreano você top no que reporta, estou acompanhando seu posts, parabéns.

    Responder
  16. Lucas Garcia
    Lucas Garcia says:

    Lanusse você que já foi profissional da embarcadero, e creio ainda ter contatos lá dentro, o porque de ainda não lançaram driver DBX para Postgres ?

    Responder
  17. Spectrum
    Spectrum says:

    Mais uma mancada ao estilo Borland…

    Precisamos que alguma empresa com visão de mercado, e engenheiros de software capazes, adquira o nosso querido “Delphi” e caminhe junto com a comunidade de desenvolvedores.

    Não queremos fírulas como o FireMonkey, queremos um ORM descente, queremos uma versão para Linux, queremos um xml mapper poderoso…

    Aconselho a comunidade, assim como estamos fazendo, a utilizar para projetos “pequenos” o Lazarus + Free Pascal, e sentir o sabor de um Delphi (apesar de IDE mais pobre) multiplataforma.

    Acorda Embarcaderooooooooooooo !

    Responder
  18. Eides
    Eides says:

    Enquanto a Embarcadero não se consolida para o desenvolvimento mobile, temos ai uma ide fantastica que é o Eclipse com uma vasta documentação e uma grande comunidade de usuários java/android.. o que já existe hoje para android a Embarcadero está correndo atrás ainda.. sem falar no alto custo… sou programador delphi para desktop.. mas nem penso em delphi para a plataforma mobile.. digo vale a pena aprender android..

    Responder
  19. Paulo
    Paulo says:

    Só para informação.

    Pedi cotação da atualização do RAD STUDIO XE Enterprise para o XE3.
    Vejam o preço e me digam se é para desistir ou não?

    Upgrade RAD Studio XE3 Enterprise R$ 6.206,55 ou em 12X no cartão de credito com juros de 1.5% a.m R$ 569,02

    Abs

    Responder
    • Jao
      Jao says:

      Amo o Delphi, mas meus concorrentes já estão fornecendo aplicativos para Android (que é o mais utilizado), e eu tenho que continuar enrolando os meus clientes. Outra coisa, por que eu deveria pagar 6000 pelo delphi se a concorrência oferece ferramentas com mais recursos, menos bugs e preços espantosamente menores?
      Obs: A versão professional do delphi xe3 é uma piada de muito mau gosto… R$ 2300 por ferramenta que só dá para desenvolver aplicativos com acesso a bases de dados locais… que ‘VERGONHA’.

      Responder
  20. Aldo
    Aldo says:

    PELO AMOR DE DEUS, uma versão lançada por ano não dá, acho que vou esperar pelo Delphi versão XE9KCT856… Adoro Delphi 12 anos programando nessa bagaça, mas acho que o Delphi embarcou numa grande furada com essa Embarcadeiro

    Responder
  21. Jao
    Jao says:

    R$ 6.000 por uma ferramenta só para desenvolver desktop client server, já que a versão professional (de professional não tem nada), só permite desenvolver aplicações com acesso a dados local, é um vergonha, uma piada de muito mau gosto… Adoro o Delphi, odeio a Embarcadero.

    Responder
  22. Sergio Cevallos
    Sergio Cevallos says:

    Éh, fica meio confuso …. pra que rumo seguir ???? Você investe na ferramenta e em alguns meses tem que investir e aprender e aprender novamente … ta difícil !!!!!!!

    Responder
  23. Alexandre
    Alexandre says:

    Olá Andreano, sou usuário registrado do C ++ Builder XE 1 e quando tento criar uma simples aplicação coonsole c++ sem suporte à vcl aparece o erro abaixo
    [ILINK32 Error] Fatal: Unable to open file ‘TYPINFO.OBJ’
    Andei tentando achar a solução na internet mas nada de encontrar. Percebi que tem pessoas com o mesmo problema nas versões mais novas do produto …
    Você poderia me falar se isso é um bug ou é alguma configuração específica que tem que ser feita?

    Acho estranho uma IDE tão rica como a do CBuilder apresentar uma mensagem dessas.
    Oobrigado.

    Responder
  24. Flavio
    Flavio says:

    Seus post são sempre bem proveitosos.
    Aproveitando o espaço, tenho um problema na distribuição de uma aplicação delphi xe2 update 4 com oracle e dbexpress.
    Esta dando DBX ERROR -1… São dlls faltando ??? quais seriam as dlls ?? Coloquei junto a dbxora.dll e oci.dll e não adiantou… o que fazer. Abraço

    Responder

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] dos suporte a UI Metropolis que comentei na parte 1 das novidades do XE3, alguns refactoring aconteceram na VCL também e a razão disto é o suporte a Actions no […]

  2. […] Delphi XE3 e suas novidades – Parte 1 […]

  3. […] Delphi XE3 e suas novidades – Parte 1 | Andreano Lanusse | Tecnologia e Desenvolvimento de Sof…. Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos. ← MDF-e – Manifesto Eletrônico de Documentos | Manifesto Eletrônico de Documentos […]

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.