SCRUM – Reuniões diárias (Daily Standup Meeting)

O SCRUM tem uma prática conhecida como Daily Standup Meeting (Reuniões diárias) onde a equipe se reune diariamente e cada membro da equipe informa o que fez ontem, o que fará hoje e se há algo impedindo que ele execute suas tarefas.

O objetivo desta reunião não é somente criar um fórum regular de atualizações de status, mas também trazer a tona os problemas e definir ações rápidas com o objeto de solucionar os problemas rapidamente. Esse tipo de feedback rápido permite as equipes reagirem rapidamente a mudança com sucesso, a reunião diária é uma das primeiras rotinas essenciais para uma criar uma equipe ágil, independentemente da localização do escritório.

Principais características

  • As reuniões diárias são de no máximo 15 minutos e de pé, justamente para não prolongar
  • 3 perguntas básicas para estabelecer comprometimento e remover impedimentos.
    • O que eu fiz ontem?
    • O que farei hoje?
    • Estou impedido de fazer tal tarefa porque….
  • Nenhum problema será resolvido nesta reunião, estaremos apenas informando o status e não iremos discutir sobre durante esta reunião
    • Se um membro da equipe quer discutir algo, eles pode propor uma discussão para depois

Por que estas reuniões são importantes?

  • A equipe avalia como eles estão entregando o plano de iteração.
  • Os membros da equipe compartilham com cada um seus compromisos para o dia.
  • Fornece visibilidade em atrasos e obstáculos

Quem participa destas reuniões?

  • O Scrum Master, Product Owner e o restante da equipe.
  • Os stakeholders e clientes podem observar e são incentivados a estar presentes, mas eles não podem interagir/participar da reunião.
  • O Scrum Master irá tomar nota de cada impedimento reportado pelos membros da equipe.

Veja que a reunião diária é uma prática simples mas super eficiente que traz grandes benefícios. Como exercício, faça uma lista dos problemas atuais que você enfrenta em projetos ou com sua equipe, você facilmente verá que a falta de comunicação se não for o problema #1 ela estará pelo menos entre os 3 maiores. Comece praticando o Daily Standup Meeting hoje e comece colhendo os frutos já na primeira semana.

6 respostas
  1. Alexandre De Carli
    Alexandre De Carli says:

    Discordo sobre a participação do Product Owner nas reuniões diárias.
    Acredito que a participação dele ou de qualquer outro Stakeholder deixa a equipe constrangida ao reportar um problema enfrentado.

    Para mim é preferível que os Stakeholders acompanhem o andamento do Projeto pelo quadro ou diretamente com o Scrum Master.

    Responder
    • Andreano Lanusse
      Andreano Lanusse says:

      Alexandre todos devem participar da reunião, transparência é colaboração são princípios fundamentais em equipes ágeis, se há constrangimento o ScrumMaster deve identificar isso e tomar as ações corretivas. Iteração humanada vale muito mais do que apenas ficar visualizando o quadro, muitos stakeholders não tem idéia sobre ágil, muito menos os quadros 🙂

      Responder
      • Paulo Radicchi
        Paulo Radicchi says:

        Andreano, creio que para existir esta interação com todos, incluindo o Product Owner, certamente precisa existir uma cultura bastante madura e pro-ativa de todo o grupo, com regras bem definidas e pre-estabelecidas, e é claro : sobretudo muita habilidade do Scrum Master ao conduzir os trabalhos e reuniões.

        Responder
        • Andreano Lanusse
          Andreano Lanusse says:

          Paulo, sim a cultura é um fator super importante que tem de ser levado em consideração, entretanto isso não é um impeditivo para que o PO participe.

          Transperência e colaboração são pontos fundamentais em ágil, o PO é parte do time e todos estão ali com o mesmo objetivo que é a entrega de valores ao cliente.

          Se existe problemas do PO participar o Scrum Master é responsável por detectar isso e tomar as medidas necessárias para resolver o problema, pois certamente existe um problema neste caso.

          Responder
  2. Laercio Guerço Rodrigues
    Laercio Guerço Rodrigues says:

    As posições, opostas, do Alexandre e do Alex com relação a do Andreano é comum quando se trata de Metodologias Ágeis. lembro me bem quando conversando com o Vinicius Telles (autor de uma obra relevante sobre XP, UFRJ) aqui no Rio de Janeiro, ele colocou que o mais difícil em adotar tais medidas, passa pela palavra “coragem”. Em suas palestras, ele insiste nesta visão, considerando o maior problema para quebra de paradigma.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.