Client/Server está morto – Repense seus novos projetos

Ao longo dos anos o modelo Client/Server dominou o mundo do desenvolvimento, milhares de aplicações até hoje funcionam perfeitamente e atendem as necessidades para as quais elas foram projetadas, entretanto este modelo já não suportas as nossas necessidades.

Durante a pesquisa 2013 feita aqui no blog fiz a seguinte pergunta “Na sua opinião as aplicações desenvolvidas nos dias de hoje deveriam adotar qual arquitetura?”, o resultado foi o seguinte.

Pesquisa 2013 - Client/Server, multi-camada, etc.

Não seria necessário fazer essa pergunta para descobrir isso, eu pelo menos venho recomendando arquitetura multi-camada ou distribuída a pelo menos uns 10 anos.

Enfim, se você hoje pretende iniciar novos projetos comece a pensar em uma arquitetura distribuída e baseada em serviços para que assim, você possa integrar suas soluções a outras plataformas.

SOA e REST são modelos de arquitetura que eu hoje recomendaria, tendo uma preferência para REST, mas não ignorado SOA, que pode vir a ser necessário dependendo das necessidade da solução a ser implementada.

3 respostas
  1. Amilton Maciel
    Amilton Maciel says:

    Andreano, eu acho que esse assunto de que “Tecnologia tal está morta”, é algo totalmente fora de propósito. Eu ouço esse papo há anos, já mataram o Delphi umas 10 vezes, já mataram o desktop outras tantas, e o Windows então, deve ser o zumbi mais morto que existe.
    Cada projeto tem as suas características. E se uma tecnologia atende bem, não há porque dizer que “está morta”. Cada caso é um caso.
    Por exemplo: Para cross plataform desktop envolvendo Windows/Linux/MacOS eu sequer penso duas vezes, vou de Lazarus/ freepascal, Delphi nem pensar!
    Faço isso porque o Delphi está morto??? Não, faço isso porque nesse cenário é a tecnologia que melhor me atende.
    Se vou desenvolver para iOS, eu também sequer penso no Delphi, vou no xCode direto, se for Android, saco o Eclipse o Android SDK e vamos lá.
    Entende o ponto de vista? Cada cenário, cada projeto, tem as suas particularidades, eu jamais decretaria “Tal tecnologia está morta”.

    Just my 2 cents! 😉

    Responder
  2. José Benedito
    José Benedito says:

    Em termos de arquitetura, tem toda razão, Client/Server está morta, nos tempos de hoje não existe fundamento em utilizar uma arquitetura que não possa ser distribuída, quem iniciar um projeto nessa arquitetura provavelmente irá fracassar.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.